i

i

pmi

câm

câm

itac

itac

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna compra alimentos para a merenda escolar de agric. familiares


A Prefeitura de Itabuna, por meio das secretarias da Educação (SEDUC) e de Gestão e Inovação, está comprando alimentos destinados à merenda escolar da Rede Municipal de Ensino de agricultores familiares. Duas associações participam de uma  Chamada Pública, cuja primeira sessão aconteceu na quarta-feira passada, dia 27, no Departamento de Licitação. Hoje se realiza a análise técnica na SEDUC quando se verifica o grau de maturação dos produtos entre outros critérios definidos na Chamada Pública.

(Saiba Tudo, Click o Ícone Abaixo)

 



“Vamos avaliar  se não há danos físicos ou deterioração dos alimentos. Nos manipulados, vamos observar as características organolépticas. Tudo  para a segurança alimentar, já que são produtos  ricos em nutrientes e não podem ser vetores  de contaminação”, explicou Jamile  Brazil.

 
De acordo com a técnica do Programa Nacional de Alimentação Escolar( PNAE), Elionai Ramos  Andrade,  entre os alimentos adquiridos dos agricultores familiares pelo município estão frutas,  verduras, legumes e hortaliças. “ A Chamada Pública não tem caráter de concorrência, mas é preciso seguir as regras do Edital, que lista  de 50 gêneros alimentícios”,  disse.
 
Com base na Resolução nº 06 de  8 de maio de 2020,  da verba destinada ao PNAE pelo Fundo Nacional da Educação  30% devem ser aplicados em produtos da agricultura familiar. “Desta forma, podemos oferecer uma merenda de qualidade e fortalecer a agricultura local”, explicou Elionai.

Atualmente, os investimentos destinados para Itabuna do FNDE são 10 parcelas de R$ 182. 652,00,  que são renovadas anualmente. O recurso é calculado pela média per capta, ou seja, mediante ao  número de alunos matriculados em 2021.

A  primeira sessão  da Chamada Pública teve a participação da nutricionista Jamile  Brazil, representantes da AUNAFES e AGRISBAHIA, que são as associações dos agricultores e membros da Comissão  de Licitação da  Prefeitura de Itabuna. 

A nutricionista destacou as polpas de frutas que foram  verificadas na etapa anterior. “Observamos se o item possui registro no MAPA, porque é  fundamental  fazer o controle higiênico sanitário dos alimentos fornecidos”, disse.  

Como os aspectos nutricionais são inerentes aos alimentos, também é observada a qualidade e aspectos físicos. “Mas, nos  produtos manipulados, por exemplo, verificamos embalagens e  características sensoriais, entre elas cor, sabor, textura e odor”, explicou Jamile Brazil.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito