i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna terá conselho municipal sobre drogas


Representantes do Ministério Público, Poder Judiciário, Câmara Municipal, polícias Militar e Civil, Creas e a Secretarias de Educação, Saúde e de Assistência Social (SAS) estão empenhados no projeto de criar um Conselho Municipal sobre Drogas em Itabuna. O assunto foi discutido num encontro na última sexta-feira (14), na Câmara Municipal. Na oportunidade, foi instituída a diretoria provisória do conselho.
O secretário de Assistência Social, ressaltou a importância do Conselho sobre Drogas, ao lembrar que o tráfico e o uso de entorpecentes se tornou problema da maior gravidade em Itabuna. “A vítima principal é o jovem, por isso é preciso que a sociedade se una e se organize para cobrar dos gestores, medidas urgentes para reverter esta situação”, pondera.
Segundo Formigli, cerca 100 jovens que cumprem pena sócio educativa são atendidos hoje pela prefeitura, com acompanhamento psicológico e social incluindo a participação da família. Eles também participam de cursos e de atividades esportivas como parte do programa de recuperação. A SAS também tem dado suporte a muitos dos jovens não-itabunenses, facilitando seu encaminhamento às suas cidades de origem.
O diretor provisório do conselho, Marcelo Moura, representante da Associação Beneficente e Cultural da Igreja Batista Teosópolis, enfatizou que o conselho está sendo instalado num momento em que Itabuna enfrenta um dos piores índices de violência, em grande provocada pelas drogas que atingem principalmente jovens de 12 a 29 anos. “O conselho pretende ajudar a sanar esse grave problema com ações preventivas e cooperando com as instituições ligadas à segurança pública”, lembra.
Para o diretor, a entidade buscará promover ações preventivas e o tratamento. “Precisamos capacitar profissionalmente os jovens e vamos tentar viabilizar junto às esferas municipal, estadual e federal a criação de novas instituições para tratar crianças e adolescentes envolvidos com drogas”, afirma.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito