i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




MP e entidades da Saúde discutem com prefeito a situação do Hospital de Base

“O Hospital de Base de Itabuna é 100% SUS (Sistema Único de Saúde) e atende pacientes desta e de outras regiões, mas para mantê-lo em funcionamento temos que peregrinar por todas as esferas pedindo ajuda, e isso vem sendo feito desde quando assumi o comando do município. Mesmo assim, não temos tido retorno dos inúmeros pedidos que já fizemos”.

A declaração foi feita pelo prefeito Capitão Azevedo durante audiência em que recebeu, no seu gabinete, representantes do Ministério Público, da Secretaria de Saúde do Estado, do Conselho Municipal de Saúde, Conselho Regional de Medicina da Bahia e Sindicato dos Aposentados, além de diretores do próprio Hospital de Base.

A audiência foi solicitada pelo promotor de Justiça, Clodoaldo Anunciação, que apresentou relatório mostrando a real situação do Hospital de Base. Segundo o documento, a unidade precisa de mais recursos financeiros, equipamentos e insumos indispensáveis ao seu funcionamento, para continuar prestando uma assistência de saúde pública de boa qualidade.


O promotor pediu ajuda do prefeito no sentido de repassar verbas do município, que permitam o bom funcionamento e um melhor atendimento ao público. Anunciação disse reconhecer o trabalho que o prefeito tem feito em Itabuna, lembrando de sua sensibilidade e compromisso com as camadas sociais mais carentes.

“Reconhecemos também que a gestão do Hospital de Base avançou muito com a aquisição de alguns equipamentos e creditamos esse bom resultado à postura do prefeito que manteve a mesma gestão no hospital, quando assumiu a prefeitura”.

O prefeito lembrou que a prefeitura se comprometeu a repassar mensalmente uma verba no valor de R$200 mil, mas que, lamentavelmente, não vem podendo cumprir com a promessa por absoluta falta de recursos.

Segundo Azevedo, a queda do ICMS e o bloqueio de verbas pelo INSS todos os meses, têm deixado as contas do município no vermelho. “É uma situação insustentável e administrar uma cidade do porte de Itabuna sem verbas suficientes, é quase que humanamente impossível principalmente quando tudo é prioridade”.

Verbas insuficientes

O Hospital de Base conta com 175 leitos em enfermarias e mais nove na UTI, todos ocupados. De acordo com o secretário de Saúde, Antônio Vieira, o Hospital de Base dispõe de uma verba mensal de apenas R$ 1,5 milhão, insuficiente para um funcionamento adequado às reais necessidades de quem busca atendimento ali.

“Embora seja municipal, o hospital atende todas as urgências e emergências de 121 municípios da região e para essa grande demanda, necessitaria de pelo menos R$3 milhões mensais. Não temos”.

O presidente do Cremeb, Abelardo Menezes, falou da preocupação de entidades como a que ele representa, em querer uma dotar o município de uma saúde que satisfaça a comunidade regional. “Itabuna já foi uma referência nessa área e com a participação de todos, poderemos ter de volta esse status” .

Menezes disse ainda que assume o compromisso de apoiar a administração municipal independente de ideologia partidária. “O meu partido é o da saúde pública de boa qualidade e acredito que todos presentes compartilham desse pensamento.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito