i

i

chp

chp

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




O DIRETOR DO PRESÍDIO DE ITABUNA, CAP. MASCARENHAS, MOSTROU QUEM DITA AS ORDENS !


Está de parabéns, o diretor do conjunto penal de Itabuna, o capitão Mascarenhas.
Após a tentativa de rebelião nesse domingo, o diretor tomou as devidas providências e transferiu os presos mais perigosos para Salvador e Serrinha.


Tudo começou, quando os detentos do Conjunto Penal de Itabuna deram início por volta das 7h30min deste domingo (16), a uma rebelião .

Tentamos entrar em contato com a direção da unidade prisional, mas pelo fato de todos estarem concentrados na operação, não foi possível até o momento.

Cerca de 12 viaturas do 15º Batalhão da PolíciaEstá de parabéns, o diretor do conjunto penal de Itabuna, o major Mascarenhas.


Oito presos que ficaram feridos foram levados agora a pouco para o Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães, sendo dois deles, sendo preciso serem encaminhados de maca até a ambulância do Samu. Alguns deles tiveram pancadas na cabeça. A identificação até o momento de alguns dos feridos são: Rivaldo, Magnejane, Jessié e Edinaldo.

Após ser encerrada ainda no final da manhã de domingo (16), a rebelião dos detentos do Conjunto Penal de Itabuna, o diretor da Unidade Prisional, Capitão Mascarenhas, informou que os líderes da rebelião serão trasferidos para as cidade de Serrinha e Salvador. "Eles ficarão custodiados em regime diferenciado", disse.

O diretor do Presídio ainda completou que àqueles que contribuíram para a rebelião foram autuados pelo crime de dano qualificado ao Patrimônio Público. “Muitos ajudaram a quebrar a parede de uma das celas que dava acesso a outra ala do Complexo Penal, dando início assim a revolta”, contou Mascarenhas.
O motim que teve início por volta das 7h30min, foi contido pela CETO que atuou de maneira rápida e eficaz.. A direção da unidade prisional declarou que a revolta foi motivada por conta de rivalidades entre detentos dos raios A e B do Conjunto Penal.
No total, oito presos ficaram feridos, sendo quatro encaminhados para o Hospital de Base pela unidade móvel SAMU, com pancadas na cabeça e ferimentos leves.

Com o fim da rebelião no Conjunto Penal de Itabuna, policiais da CETO fizeram a revista na celas do Raio A e encontraram drogas, celulares, carregador e, o mais impressionante, uma marreta de fabricação industrial, que até o momento não foi explicada como este instrumento entrou na unidade prisional.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito