i

i

chp

chp

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Quadrilha que assaltou banco de Iaçu é apresentada pela polícia


polícia apresentou nesta sexta-feira (14) na sede da Coordenação de Operações Especiais (COE), em Salvador, uma quadrilha acusada pelo assalto ao Banco do Brasil de Iaçu, a 271 km da capital.

Dez pessoas foram presas em uma operação realizada ontem (13) pelo Comando de Policiamento do Interior, com apoio de policiais das companhias de Polícia Militar das cidades de Ilhéus e Itabuna.

Foram presos: Marcelo Batistas dos Santos, de 26 anos, Helio Gonçalves Ribeiro, 31, Amary Campos Oliveira, 33, Cristiano Santos Guedes, 32, Adelson Pereira dos Santos, 33, Jabes Santos Silva, 29, Jilvaney dos Santos Silva, 18, Claudionor Pereira da Silva, 39.


A polícia chegou ao grupo com a prisão de Marcelo, que estava com a pistola .40 do delegado de Iaçu, Renato Flores da Cunha. O delegado foi feito refém no assalto ocorrido no último dia 4, e os assaltantes acabaram levando a arma dele. Terror em Iaçu Os assaltantes levaram o delegado achando que ele era um advogado. Ele e dois funcionários do banco foram levados em duas caminhonetes. O delegado conseguiu fugir quando os assaltantes pararam na saída da cidade para libertar um funcionário que foi baleado na ação.

Os outros reféns foram libertados na BA-046, nas proximidades do distrito de Santo André. A quadrilha ainda ateou fogo na S 10 sobre a Ponte do Rio Paraguaçu, principal via de acesso ao município de Itaberaba. Policiais Militares detiveram dois dos integrantes da quadrilha na cidade de Feira de Santana, um dia após o assalto a agência. Carlos Roberto Barbosa, 46, e Marcelo Batista dos Santos, também conhecido como “Marreno”, foram presos com a quantia de R$ 6.900 em espécie e com eles apreendida a arma do delegado. Após a prisão de Carlos e Marcelo, Hélio foi capturado em Itaberaba, junto com o seu parceiro, Jilvaney. De acordo com o delegado coordenador de Itaberaba, Jorge Figueiredo Júnior, Hélio é acusado de liderar o bando.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito