i

i

chp

chp

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Certificação do Programa BB Educar foi marcada pela emoção em Itabuna


“Quando cheguei à Escola, no BB Educar, eu não sabia nem
pegar direito no lápis. Eu tinha a maior vontade de saber ler, era
meu sonho. Hoje, graças a Deus e a minha professora, já escrevo e
leio. Já sei ler a Bíblia e ajudo meus netos nas tarefas da escola. Para
mim é como se tivesse tirado uma venda dos meus olhos. Estou
muito feliz”.

Foram relatos como este feito por Dona Hilda Andrade que
emocionaram os participantes da solenidade de certificação da
6ª edição do Programa de Alfabetização BB Educar – Eu Cidadão,
implementado pela Secretaria Municipal da Educação (SEC) de
Itabuna, em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e a
Fundação Banco do Brasil (FBB).
Realizado no teatro do Centro de Cultura Adonias Filho, na
manhã desta quinta-feira, dia 28, o ato contou com a presença
do secretário da Educação, Gustavo Joaquim Lisboa, e reuniu
alfabetizados, alfabetizadores, representantes da FBB, do Banco do
Brasil e de diversos segmentos da sociedade civil organizada, além de
familiares dos alunos do BB Educar. Nesta etapa foram alfabetizados
2.211 alunos em mais de 120 núcleos em diversos bairros da cidade.
“Morei desde criança na roça em Buerarema e quando cresci fui
cuidar de um casal de idosos para sustentar os meus pais. Sempre
sonhei em estudar, mas lá não tinha escola. Quando completei 19
anos, deixei tudo para trás e vim para Itabuna realizar meu sonho:
Ser Gente, pois quem não sabe lê, não consegue viver como cidadão,
é enganado muitas vezes”. Esta é parte da história de vida de Ginaldo
Alves de Jesus, que aprendeu a ler e escrever no núcleo do BB
Educar do bairro Pedro Jerônimo.

Após ouvir atentamente os relatos, inclusive do jovem
alfabetizando Júlio Cezar - que contou dos desafios que a vida
lhe impôs desde a infância nas roças de Buerarema até chegar à
sala de aula do BB Educar em Itabuna -, visivelmente emocionado
o secretário da Educação destacou que desde 2005 já foram
alfabetizados 16.309 cidadãos itabunenses que faziam parte da triste
estatística que apontava, à época, que mais de 22 mil pessoas não
dominavam o conhecimento da leitura e da escrita.
“Tudo isto só foi possível porque travamos uma verdadeira
luta pela Educação e contamos com a cumplicidade e parceria do
Governo Federal, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da
Educação (FNDE), da Fundação Banco do Brasil e, principalmente,
de centenas de professores-alfabetizadores que se empenharam
em transformar o BB Educar num programa de alfabetização com
resultados fantásticos”, frisou Gustavo Lisboa.

1 comentários:

Anônimo disse...

PODERIA VOLTAR AGORA EM 2013 O BB EDUCAR.POIS AINDA TEM MUITOS ANALFABETOS AKI NA REGIÃO DE PAI PEDRO MG.

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito