i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Buerarema- Nota de Repúdio ao Dep.Valmir Assunção


A Associação dos Pequenos Agricultores de Ilhéus, Una e Buerarema – ASPAIUB, 
no exercício do direito a livre manifestação e em defesa da verdade, vem a público refutar e repudiar, com veemência, as declarações do deputado Valmir Assunção, na Câmara dos Deputados, no dia 17/09/2015.
Ao arrepio de todos os ilustres historiadores e, portanto, sem nenhuma fundamentação, o mencionado deputado atribuiu a formação do Município de Buerarema a etnia indígena que se autodeclara Tupinambá, fato que não condiz com a realidade, uma vez que aquela laboriosa comunidade foi formada por pioneiros e desbravadores, que se instalaram naquela na região há décadas, com suas famílias. 



Dep. Valmir a esquerda e seu Gran Chef a direita.
O movimento autodeclarado indígena Tupinambá é recente, data do início dos anos 2000, além de contrariar os registros antropológicos que apontam a existência nessa região, à época do descobrimento do Brasil, da etnia Tupinikim.
Atitude como essa, movida por interesses que desconhecemos, além de afrontar a história regional, representa uma verdadeira forçação de barra, para dar ares de legitimidade a um movimento que se utiliza da nobre causa indigenista, 


para praticar toda sorte de violência e atrocidades contra os pequenos agricultores e suas famílias, expulsando-os de suas propriedades, deixando-os ao relento e sem fonte de sobrevivência. 


Violência que resultou, inclusive, no assassinato do líder do Assentamento Ipiranga, Juraci Santana, morto no seu lote de terra, à noite, dentro da sua residência, na frente de esposa e filha, e que teve a sua orelha cortada e levada como troféu. Um verdadeiro mártir da luta dos pequenos agricultores familiares, e cujo único pecado foi não renegar a sua identidade de assentado não se autodeclarar índio!


A ASPAIUB lamenta que o referido parlamentar, que se coloca como representante dos trabalhadores rurais sem terras e defensor das causas sociais, use o espaço do legislativo para despautérios dessa natureza, uma verdadeira afronta à comunidade Bueraremense e um desserviço à região Sulbaiana, ao invés de cobrar o indiciamento e julgamento dos criminosos covardes que assassinaram friamente Juraci, bem como a apuração das centenas de ilícitos cometidos sob a égide da disputa por terras, todos devida e ricamente detalhados em Ocorrências Policiais.


Por fim, os milhares de associados da ASPAIUB rogam a Deus e apelam às autoridades constituídas, para que a Justiça prevaleça, e que operações a exemplo da Lava a Jato se multipliquem, para que toda a sociedade venha a saber quem patrocina e a quais interesses servem os conflitos que vem sendo estimulados e disseminados no meio rural brasileiro, que além de agudizar as desigualdades sociais, vem promovendo um banho de sangue no campo.



Veja os que apareceram como os salvadores da pàtria, só que foi antes das eleições.......e agora, estão fazendo o que?






Só que o sofrimento continua.









0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito