i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna- Eleição para conselheiros tutelares.


 Neste domingo de sol quente, milhares de pessoas em Itabuna reservaram um tempinho para eleger os 10 conselheiros titulares e 10 suplentes em votação que começou às 8 e será encerrada às 17 horas, no Colégio Estadual, no bairro São Caetano. A votação, que ocorre em clima de tranquilidade, é acompanhada pelo promotor público Fabrício Menezes e fiscais indicados pelos próprios candidatos.



            A previsão do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Itabuna, Roberto José da Silva, é que os eleitos sejam conhecidos em até duas horas após o fim da votação, por volta das 19 horas. A apuração dos votos vai ocorrer no auditório do Colégio Estadual. São 25 candidatos na disputa e os eleitos assumem o mandato de quatro anos a partir de janeiro.

            Eleitores de todos os bairros de Itabuna devem comparecer para escolher o seu candidato. Entre os que saíram de casa logo cedo para votar estavam a aposentada Romilda Santos e operador de máquinas José Dervaldo dos Santos. A moradora do bairro Califórnia disse que não poderia deixar de contribuir com processo democrático que visa eleger fiscais dos direitos das crianças e adolescentes. “Eles são importantes para que sejam assegurados o amparo e respeito às nossas crianças”, afirmou.

Para José Dervaldo, que reside no bairro Lomanto Júnior, a votação para o Conselho Tutelar é tão importante quanto para vereadores e prefeito. “A diferença é que os conselheiros têm atribuições limitadas, mas ajudam a manter as crianças na escola e podem alertar as autoridades sobre a negligência dos pais, por exemplo. É uma responsabilidade muito grande que depende de pessoas comprometidas com exercício da cidadania”, disse o operador de máquinas.

O presidente do CMDCA, Roberto José da Silva, destacou que de todas as políticas desenvolvidas pelo governo são prioridades aquelas voltadas para proteção das crianças e adolescentes. “O Conselho Tutelar é um órgão garantidor dos direitos dos menores de 18 anos de idade. 

Os conselheiros são as primeiras pessoas acionadas nos casos de maltrato e ou qualquer ação que atinge a integridade das crianças e adolescentes. Por isso, devem ser pessoas idôneas”, explica.

























0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito