i

i

chp

chp

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Vereadores de Itabuna na Reta Final para Entregar Nova Lei Orgânica

Um percurso com nove meses de estudo; abertura para sugestões da população; assessoria jurídica a fim de apontar ilegalidades a serem corrigidas. Foi este o tripé assinado pela Comissão Especial de Estudos instaurada na Câmara de Vereadores, encarregada da reforma e atualização da Lei Orgânica do Município de Itabuna (LOMI). Ao abrir o período extraordinário na segunda-feira (13), o presidente da Casa, Ricardo Xavier (Cidadania), evidenciou a relevante contribuição ao itabunense na reestruturação daquela que é uma verdadeira Constituição em âmbito municipal.
(Saiba Tudo, Click Abaixo)



Ele lembrou ter instalado o grupo para a reforma no dia 07 de outubro e chegou a fase de entrega do conteúdo estudado/ revisado, rumo à apreciação dos pares.  “Vamos aos debates finais, para que a gente possa dar à nossa cidade uma Lei Orgânica moderna, um presente do Poder Legislativo para toda a população”, anunciou. E parabenizou o “trabalho árduo e eficiente” da Comissão que esteve à frente dessa reforma.
Para o presidente da Comissão, Júnior Brandão (Rede), conhecer de forma mais aprofundada esse dispositivo legal foi uma experiência nova. “Porque, enquanto vereador, a gente conhecia partes da Lei Orgânica; mas ao debruçar sobre a totalidade dela, tivemos uma visão ampliada, observamos a necessidade de atualizá-la. Esperamos que a próxima Câmara continue esse processo de atualização, já que é uma lei que pode passar por modificações”, observou.
Sobre a participação da sociedade civil, conselhos, secretarias municipais e sindicatos  – tanto em audiências públicas como no envio de sugestões pelos meios virtuais –,frisou: “Muitas pessoas deram contribuições significativas, o que mostra a participação popular, inclusive neste momento de pandemia”.
Além de Brandão, tal Comissão Especial foi composta pelos seguintes edis: Enderson Guinho (Cidadania), vice-presidente; Beto Dourado (Solidariedade), relator; Jairo Araújo (PCdoB), relator-adjunto; Charliane Sousa (MDB). O vereador acrescentou sobre a importância deste período extraordinário, o qual a população pode acompanhar pelas redes sociais. “Pelo Regimento Interno, o mês de julho é um período de recesso; mas neste período de pandemia, é importante mostrar que esta Casa continuará trabalhando, analisando a lei mais importante do nosso município”, destacou.
O conteúdo até aqui proposto pela Comissão de Estudos estará disponível ao público no site da Câmara (www.cmvitabuna.ba.gov.br.
Para comissões
A partir desta fase, a matéria passará por discussões e eventuais emendas das Comissões Técnicas que integram o Legislativo (Justiça, Redação de Leis e Direito do Consumidor; Finanças; Educação, Cultura e Desporto; Agricultura, Pecuária, Indústria, Comércio, Economia, Economia Solidária, Cooperativismo e Associativismo; Urbanismo, Desenvolvimento Urbano, Obras e Serviços Públicos Municipais; Saúde e Bem-estar; Políticas e Defesa dos Direitos da Mulher; Defesa e Proteção dos Direitos Humanos e Meio Ambiente).
Até aqui, pela Comissão de Finanças a relatoria ficou com Júnior Brandão; pelas Comissões de Educação e de Legislação, com Beto Dourado; Urbanismo, com Alex da Oficina (PTC); pela Comissão da Mulher, o relator é Babá Cearense (PSL). O próximo encontro virtual das Comissões Técnicas está previsto para segunda-feira (20), a partir das 14 horas – quando começam a ser recebidos relatórios e definidos os demais relatores.
Na etapa final, cabe reiterar: haverá duas votações em plenário, para que seja promulgada a atual Lei Orgânica do Município de Itabuna.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito