i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Secretaria de Promoção Social de Itabuna acolhe temporariamente refugiados da Venezuela

Trinta e oito venezuelanos que desembarcaram no Terminal Rodoviário de Itabuna na madrugada desta segunda-feira, 12, foram acolhidos temporariamente pela Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza. O grupo chegou à cidade, fugindo da crise econômico-financeira naquele país latino-americano. A secretária de Promoção Social e Combate a Pobreza, Andrea Castro, disse que assim que foi comunicada sobre o desembarque dos venezuelanos pela administração do Terminal determinou imediatamente a equipe de abordagem para averiguar a situação dos refugiados.

(Saiba Tudo, Click Abaixo)



Dentre os estrangeiros, estão 23 crianças e 15 adultos que foram levados para o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua, o – Centro POP, no Jardim Grapiúna.

No local de acolhimento, os refugiados puderam tomar banho, se alimentar e receberam roupas.  Uma das preocupações da Secretaria de Promoção Social é com o trajeto percorrido pelos venezuelanos até Itabuna.

Um deles chegou a dizer que o grupo passou por Manaus, no Amazonas, cidade que entrou em colapso por causa do novo coronavírus, Fortaleza, no Ceará, e Recife, em Pernambuco, além de outras cidades sem que tenham sido acolhidos.

De acordo com a secretária Andrea Castro, o grupo foi submetido ao teste rápido da Covid -19, imediatamente, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. Três refugiados tiveram resultado positivo e já estão em isolamento. Duas crianças e um adulto.

Ela informou que os refugiados serão transferidos ainda hoje para a escola Tereza Cristina Ribeiro Estrela, no Bairro João Soares, onde terão mais espaço para se acomodar e dormir. A secretária enfatizou que “a Prefeitura de Itabuna está prestando toda assistência humanitária, mas precisamos de ajuda de outros órgãos para saber como conduzir a situação”.

A secretária Andrea Castro disse ainda que já entrou em contato com a secretaria de Direitos Humanos, Ministério Público e Polícia Federal, já que se tratam de imigrantes e alguns estão até sem documentação. “ Todos estão bem. Mas, para nós é algo novo que precisa de um direcionamento legal”, ponderou.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito