i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Câncer de Próstata: Médico do Hospital de Base fala sobre tratamento e prevenção da doença

Hoje, dia 17, é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. A data celebra a origem da Campanha Novembro Azul, voltada para à prevenção e ao diagnóstico precoce das doenças que atingem a população masculina, em especial o câncer de próstata. De acordo com informações do Ministério da Saúde, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Com o objetivo de incentivar esse público-alvo a buscar o diagnóstico precoce da doença, conversamos com o médico oncologista Eduardo Kowalski Neto, 

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)



especialista em oncologia clínica e preceptor do programa de residência médica em Clínica Médica do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, para melhor esclarecer sobre o assunto. O médico atua ainda nas Santas Casas de Misericórdia de Itabuna e de Jequié e na UESC. Confira a entrevista a seguir:


ASCOM - O que é a próstata? 

Eduardo Kowalski – A próstata é uma glândula exócrina do sistema reprodutor masculino que produz fluido responsável por conduzir o sêmen pela uretra. 

ASCOM - O que causa o câncer de próstata? 

EK - A causa do câncer de próstata é multifatorial e tem relação com etnia, hábitos de vida e herança genética.

ASCOM - Quais os primeiros sinais e sintomas de câncer de próstata? 

EK - Por ser uma doença de diagnóstico fácil, cada vez mais tem ocorrido de forma precoce. Os sintomas podem aparecer quando o paciente apresenta dificuldade para urinar por estenose da uretra, dores locais e infecção de urina. Às vezes, os sintomas são confundidos com hiperplasia prostática. 

ASCOM - Como é feito o diagnóstico?   

EK - O diagnóstico pode ser feito através de exames de sangue, principalmente, o PSA (Antígeno Prostático Específico) associado ao exame de toque retal. Essa combinação, tem alta sensibilidade e pode antecipar o diagnóstico para definir a melhor conduta para o paciente. 

ASCOM - Quais são os riscos da doença para a saúde dos homens? 

EK - Quando o diagnóstico é feito tardiamente, várias complicações podem aparecer. Existe estenose da uretra com retenção urinária, infiltração pela doença de estruturas adjacentes e doença podendo causar metástase a distância com repercussões clínicas graves. As principais são as metástases ósseas com acometimento da coluna lombar e torácica. 

ASCOM - A doença tem cura? 

EK - Essa doença, em uma fase inicial, pode sim ser curada, caso o paciente descubra a doença no seu princípio, consiga realizar tratamento cirúrgico adequado e siga as orientações médicas. Ele poderá ser curado.

ASCOM - Como é realizado o tratamento para o câncer de próstata? 

EK - O tratamento dessa doença será feito com as seguintes abordagens: A primeira e fundamental no tratamento será a cirurgia para retirada dessa glândula, quando acometida pela doença. Em segundo lugar, e não menos importante, é a combinação de radioterapia com hormonioterapia para aqueles pacientes que não podem ou não desejam realizar a cirurgia. Para casos reservados e avançados será necessário o tratamento com quimioterapia. 

ASCOM - Com qual idade o homem deve fazer o exame de próstata? 

EK - Para começar o acompanhamento, os homens deverão realizar a partir dos 40 anos de idade, através de seguimento clínico com urologista, que realizará os exames adequados para os pacientes, individualizando os exames para cada necessidade. 

ASCOM - Quais são as medidas de prevenção ao câncer de próstata?

EK - As medidas importantes para essa doença são: acompanhamento clínico anual desse paciente, com exames de PSA com toque retal e acompanhamento com urologista a cada 12 meses. Esse cuidado garantirá ao homem saúde plena e evitará surpresas desagradáveis.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito