i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Prefeitura de Itabuna alerta para a prevenção e tratamento do HIV/Aids


Com papel de fundamental para o incentivo à prevenção, identificação precoce e tratamento das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e em especial o HIV/Aids, o Centro de Referência em Prevenção, Assistência e Tratamento (CERPAT) fez Pit-Stop nesta quinta-feira, dia 1º, para celebrar o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)



Esta ação ocorreu no semáforo da Avenida Almirante Tamandaré, esquina com a Avenida Nações Unidas, onde foram distribuídos preservativos íntimos e panfletos informativos. Segundo a coordenadora do CERPAT, enfermeira Fernanda Barros, ao longo do mês de dezembro haverá  extensa programação.



Ela lembrou que esta data, apresenta-se como uma grande oportunidade para levar conscientização, como também apoio e solidariedade às pessoas que vivem com HIV/Aids e ISTs.

“Em razão deste assunto ainda ser um tabu, infelizmente favorece a subnotificação de casos. Mas, insistimos na conscientização e levando informações para a população. Os testes, por exemplo, podem ser realizados em qualquer unidade de saúde”, acrescentou.

NÚMEROS

Neste cenário como referência regional para o tratamento, recebendo pacientes de Itabuna e outros 21 municípios, o CERPAT  atua pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS), como informa a coordenadora Fernanda Barros.

Importante lembrar que o CERPAT está de casa nova, mudou de endereço para melhor atender a população na Rua Manoel Fogueira, 167, centro de Itabuna. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas, sem intervalo para o almoço. “Temos serviço ampliado, com boa localização e, o  mais importante, atendimento com total sigilo”.

Atualmente o CERPAT  registra 2.212 pacientes em tratamento para o HIV/Aids provenientes dos municípios atendidos. Somente este ano, 140 pessoas iniciaram o tratamento enquanto seis foram a óbito. “É muito importante iniciar o tratamento o quanto antes, pois são maiores as chances de uma melhor qualidade de vida do paciente”, finaliza  Fernanda Barros.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito