i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Prefeitura de Itabuna vai distribuir manual aos Conselhos Escolares Municipais

                                  

Os Conselhos Escolares Municipais são órgãos para tomada de decisões nas escolas, a partir da representação de todos os segmentos que compõem a comunidade escolar: alunos, professores, pais ou responsáveis, funcionários, pedagogos, diretores e comunidade externa. Além disso, entre suas atribuições está a aprovação do Projeto Político Pedagógico e Regimento Interno escolar. No dia 29, às 15 horas, no Colégio Sesquicentenário (CISO),  

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)



a Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal da Educação (SEDUC), vai entregar aos participantes dos 90 Conselhos Escolares um Manual com as diretrizes para as decisões pedagógicas, administrativas e financeiras dessas instituições.


A gerente técnica pedagógica de Integração Escola-Comunidade e  acompanhamento dos Conselhos Escolares da SEDUC, professora Inês Sobrinho, explicou que a representação do Conselho Escola é definida por eleição com segmentos de pais, professores, funcionários e alunos.

“As pessoas se projetam para participar, ou a escola indica alguém com o perfil para o cargo de conselheiro escolar. Vale ressalta que a eleição é uninominal, ou seja, um conselheiro concorre com outro”, esclarece  Inês Sobrinho.

O Manual Informativo dos Conselhos Escolares da Rede Municipal de Ensino contém mensagens do prefeito Augusto Castro e do secretário municipal da Educação, professor Josué Brandão Júnior, reforçando a necessidade de participação democrática da sociedade para a construção de práticas participativas

Também esclarece o que é o Conselho Escolar, o papel de cada membro e quando devem se reunir, ou consultar cada segmento. “Sobre as opiniões, o conselheiro precisa seguir o que determina as Leis Municipais nº 2.054/20070 e 2.364/2016, que regem as diretrizes da política educacional e a
participação do conselheiro”, disse a professora Inês Sobrinho.

“A legislação determina que a cada seis meses haja  uma reunião do Conselho Escolar para  avaliar os trabalhos, o que funcionou e o que precisa melhorar”, finalizou a gerente técnica gerente técnica pedagógica de Integração Escola Comunidade e  acompanhamento dos Conselhos Escolares da SEDUC.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito