i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabunenses expõem dúvidas em audiência sobre empréstimo


Um número expressivo de cidadãos atendeu ao chamado da Câmara para esclarecer dúvidas sobre o empréstimo que o município pretende contrair. Realizada terça-feira (04), a audiência foi presidida pelos vereadores Luiz Alberto Roza (DC) e Francisco Edes (Republicanos), das Comissões de Legislação e Finanças. Os edis e o público levaram questionamentos à secretária de Infraestrutura e Urbanismo, Sônia Fontes, e ao gerente do Banco do Brasil, Anderson Santos. É junto àquela instituição que o município quer buscar até R$ 115 milhões, sob aval da União, com juros de até 15% e prazo de 120 meses para pagar. 

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)



O valor eventualmente pedido, informa a secretária, será para obras novas em Infraestrutura viária, Educação, Saúde, Esportes, Lazer e Iluminação Pública. “Um dos pontos principais foi o prefeito Augusto Castro ter conseguido sanear as contas públicas. (...) Temos 22 licitações de obras e serviços que poderemos realizar de vez. Isso é emprego, oportunidade, crescimento imobiliário”, explanou a secretária.


Posicionamentos e perguntas

“Por que o Banco do Brasil e não o BNDES?”, indagou o vereador Dando ; “Em que pé está o andamento do empréstimo [de até 30 milhões de dólares] autorizado junto ao Fonplata?”, perguntou Israel Cardoso (Agir).



Pastor Francisco emendou: “Onde estão os projetos para investimentos nos bairros? Além de dar o voto sim ou não, queremos saber onde será gasto cada centavo que entrar na prefeitura”. “Tem tempo hábil para concluir essas obras?”, quis saber o relator do projeto, Ronaldo Geraldo (PL). “Todos estão empenhados aqui, pensando no progresso, em melhorar Itabuna”, completou Luiz.
Ricardo Xavier (Cidadania) observou que a Casa tem cumprido o papel de se aprofundar no projeto. “Sabemos das dificuldades de nossa cidade e queremos que ela volte a crescer; não há crescimento sem investimento; estamos tendo uma oportunidade única nos últimos anos, que é o município ter crédito”, argumentou.



Presente ao ato, o vice-prefeito Enderson Guinho (UB) trouxe indagações sobre as prioridades do Executivo no uso dos recursos próprios e disse ter esperança que a secretária Sônia Fontes possa realizar o que se propõe a fazer.



O público foi representado por vozes contrárias e a favor da proposta. O ex-presidente da Emasa, Geraldo Briglia, ponderou: “O município vem quebrado há muitos anos; todos que assumirem vão ter participação no pagamento e na execução; não vai ser um gestor só a executar um projeto desse. Agora, traz qualidade de vida ao itabunense, principalmente na periferia”.



Já o comerciante informal José Olímpio provocou: “Está estabelecido algum plano de pagamento, para que a população não venha sofrer com futuros impostos? Minha geração vai ser prejudicada lá na frente, já que a gestão enfatiza que pegou a cidade no vermelho. Será que não vamos caminhar para outro cartão vermelho? Com boas intenções, é lógico”.




A íntegra da audiência está no YouTube da Câmara de Itabuna (https://www.youtube.com/watch?v=UEz5U4vwsBU

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito