i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Remoção pacífica de comerciantes do entorno da obra da Feira do S. Caetano é coordenado pela prefeitura


A Prefeitura de Itabuna deu início na manhã desta quarta-feira, dia 10, a uma ação para retirada de cerca de 70 feirantes que ilegalmente retornaram para ruas do entorno da área da Feira Livre do São Caetano, que passa por completa requalificação. Há risco para consumidores e os próprios feirantes. A operação contou com o envolvimento de agentes e fiscais das secretarias municipais de Segurança e Ordem Pública (SESOP), da Indústria, Comércio, Emprego e Renda (SICER) e de Transportes e Trânsito (SETTRAN). Antes, houve apresentação de notificação a cada um dos feirantes.

(Saiba Tudo, Click no Ícone Abaixo)



 “Já emitimos mais de 15 notificações, além de fazer trabalho educativo alertando-os para os riscos. Mas, em razão da insistência dessas pessoas em permanecerem no local, optamos por esta ação mais enérgica. Em caso de resistência, os produtos serão apreendidos”, explicou a gerente de Feiras da SESOP, Anne Reis.


Ela ressaltou que alguns feirantes começaram a fixar barracas e carrinhos no entorno das obras de requalificação que estão sendo executadas pela Companhia de Desenvolvimento do Estado da Bahia (CONDER), depois da parceria do Governo do Estado com a Prefeitura.


 “O retorno desautorizado dos feirantes estava dificultando a passagem de máquinas, equipamentos e o carregamento de entulhos, além de apresentar um sério risco à segurança de todos que permaneciam nestas áreas, feirantes e consumidores”, explicou Anne Reis.


A gerente lembrou que a Prefeitura de Itabuna investiu recursos públicos para transformar o antigo galpão da Kildare, no prolongamento da Avenida Manoel Chaves em um espaço provisório para que os feirantes do São Caetano possam trabalhar enquanto  as obras da nova feira do bairro acontecem.


“Portanto, não há razão para que os feirantes insistam em retornar às imediações do antigo espaço enquanto durarem as obras. É preciso paciência e bom senso porque as obras há muitos anos reivindicadas vão ganhar ritmo”, finalizou a a gerente de Feiras da SESOP.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito