i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

car

car

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Prefeitura faz abordagem social para acolhimento de pessoas em situação de rua

 

Várias equipes do Setor de Abordagem Social da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS) da Prefeitura de Itabuna fizeram ação coordenada para  o acolhimento de pessoas em situação de rua na Praça Simão Fiterman, no São Caetano, e na Rua Jorge Amado, próxima à Estação Rodoviária Francisco Ferreira da Silva na manhã desta quinta-feira, dia 31. No São Caetano, pelo menos três homens foram ouvidos pelos prepostos da SEMPS, mas nenhum deles aceitou o acolhimento, 

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)




já que são atendidos no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP). Eles receberam atendimento e orientação, mas recusaram acolhimento institucional no POP Acolhimento, onde poderiam ter acesso a banho, roupas limpas, alimentação e oficinas, além de permanência com acesso a atendimento psicológico e assistência social.


No caso envolvendo um homem que perambula pelas imediações da Rodoviária e foi encontrado na Rua Jorge Amado, os técnicos da Abordagem Social da SEMPS fizeram a escuta. O homem disse ser morador do Bairro Mangabinha, ter saído de casa por problemas de convivência com sua família e que trabalha como  flanelinha, ou seja, com a lavagem de carros. “Houve a recusa de acolhimento por parte dele,  que foi orientado pela nossa equipe”, disse o coordenador do Serviço Especializado em Abordagem Social da SEMPS, Ernandi Lins Júnior.


Segundo ele, pessoas em situação de rua recebem atendimento no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), que atua com diversos públicos e oferta atendimento especializado a esse público. A unidade representa espaço de referência para o convívio grupal, social e para o desenvolvimento de relações de solidariedade, afetividade e respeito. Em caso de acolhimento, no POP Acolhimento.


Quaisquer denúncias sobre pessoas vivendo em situação de rua em vulnerabilidade social podem ser feitas pelos números 99856-1393 ou 98896-3944, já que o Serviço Especializado em Abordagem Social da SEMPS mantém plantões de 24 horas.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito