i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

car

car

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Campanha de cadastro de medula óssea em Itabuna é promovido pela Hemoba

                                               

A Hemoba, em parceria com a ONG Enaultinho Rocha, promove uma campanha de cadastro de medula óssea, de 17 a 19 de novembro, das 8h às 17h, na Praça José Bastos Unex, em Itabuna, no sul da Bahia. A ação, que tem o apoio da Secretaria Municipal de Saúde e da Faculdade UNEX, objetiva mobilizar e conscientizar os jovens da cidade sobre a importância do cadastro e, por consequência, ampliar o número de possíveis doadores, já que para se tornar um voluntário é necessário ter entre 18 e 35 anos de idade.
(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)




Durante o período de janeiro a outubro deste ano, a Hemoba já registrou 5.849


novos doadores, contribuindo para um total de 211.417 cadastrados desde a criação do Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME). No estado, 983 pessoas receberam o transplante, o maior número do Nordeste. Essas metas são uma estratégia para garantir uma cobertura adequada e abrangente de potenciais doadores em todo o país, levando em consideração o perfil étnico e dados demográficos para aperfeiçoar a identificação de doadores compatíveis. O Ministério da Saúde estabeleceu uma meta de 9.244 cadastros por ano para a Bahia em 2023, que ainda não foi atingida.



O REDOME foi criado em 1993 para buscar informações (nome, endereço, resultados de exames, características genéticas) de um doador compatível com o paciente. A análise de compatibilidade é realizada por meio de testes laboratoriais específicos, a partir de amostras de sangue do doador e do receptor. Com base nas leis da genética, as chances de um indivíduo encontrar um doador ideal entre irmãos (mesmo pai e mesma mãe) é de 25%, enquanto que, entre indivíduos não aparentados, é, em média, de 1 em 100 mil. Atualmente, no REDOME estão cadastrados 5.656.183 doadores, com uma média de 650 pacientes em busca de um doador não aparentado.

Quem pode se cadastrar - Para se tornar um doador de medula óssea é necessário ter entre 18 e 35 anos de idade, estar em bom estado geral de saúde, não possuir doença infecciosa ou incapacitante e não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico. Nas unidades da Hemoba, o voluntário preencherá um formulário com dados pessoais e realizará a coleta de uma amostra de sangue com 5 ml para testes de compatibilidade. Os dados pessoais e os resultados dos testes serão armazenados no REDOME.

Onde se cadastrar - Na Bahia, são 27 unidades fixas de cadastro da Hemoba, sendo 06 na capital e 21 no interior. Em Salvador, há o Hemocentro Coordenador (sede da Hemoba) funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 7h30 às 16h30; o Hospital do Subúrbio, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30; o Hospital Ana Nery, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30; o Hospital Roberto Santos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h; o Hospital Santo Antônio (OSID), de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h. Para informações sobre os horários de atendimento das 21 unidades de coleta no interior do estado, deve-se consultar o site da Fundação: http://hemoba.ba.gov.br/.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito