i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

car

car

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna- SAMU-192 qualifica profissionais para atender pessoas com deficiência auditiva

Os profissionais do SAMU-192 participarão de um treinamento da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para que possam se comunicar nas emergências com pacientes com deficiência auditiva.O curso, elaborado pelo Núcleo de Educação Permanente do SAMU-192 Itabuna Regional, será ministrado pela professora Neusa Souza da Faculdade Afya de Medicina, entre os dias 15 e 22 deste mês, na Central de Regulação das Urgências (CRU), no Nova Itabuna.  A coordenadora do SAMU-192, Rafaela Caldas, explicou que o curso abrangerá questões direcionadas ao atendimento de urgência para que a comunicação seja efetiva e assertiva.
(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)




 Segundo ela, a unidade de atendimento de urgência trabalha permanentemente na qualificação dos servidores em todas as áreas, desde trauma a atendimento clínico em urgência. 


“Capacitamos leigos em primeiros-socorros por ser um dos papéis sociais do Serviço de Atendimento de Urgência e Emergência e por estarmos engajados na aplicação da Lei Lucas para a Rede de Educação”, frisou a coordenadora.


Ela lembra que a Lei Lucas (Lei Federal (Lei nº 13.722) foi sancionada em outubro de 2018. Ela torna obrigatória a capacitação de professores e funcionários de escolas públicas e privadas, de ensino infantil e básico em primeiros-socorros.


“Quando pensamos na prestação de serviço de qualidade para atender as necessidades da população, principalmente nas emergências, nos preocupamos em qualificar a equipe de forma completa para garantir o cumprimento de nossa missão: levar assistência com inclusão e qualificação na prestação do serviço”, disse a coordenadora Rafaela Caldas. 


Para reforçar a importância do Curso de Libras para profissionais do SAMU-192, Rafaela diz que esse treinamento visa tornar o profissional apto a interagir de maneira eficiente e natural com surdos, ampliando as possibilidades de comunicação profissional e interação social.


“Uma pessoa com deficiência auditiva pode se comunicar por meio da Língua Brasileira de Sinais e desenvolver integralmente suas possibilidades cognitivas, afetivas e emocionais, permitindo sua inclusão e integração na sociedade que é o que buscamos”, disse.


Atualmente, o SAMU-192 de Itabuna conta com 135 profissionais ativos que participam de outros tipos de cursos de aperfeiçoamento e capacitações durante todo o ano, fornecidos pela Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, na gestão do prefeito Augusto Castro (PSD).

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito