i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Programação cultural da Bienal do Livro Bahia 2024- + de 60% será composta por mulheres

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a Bienal do Livro Bahia já contabiliza que, na edição 2024, a qual acontece de 26 de abril a 01 de maio, no Centro de Convenções Salvador, mais de 60% da programação cultural será formada por mulheres escritoras. Além disso, as mulheres também representam 70% da equipe envolvida na organização do evento. Prezando não só pela representatividade, mas, também, pela relevância da literatura produzida na Bahia, boa parte dessas escritoras são baianas. Não à toa, o tema escolhido para a edição 2024 é “As histórias que a Bahia conta”. A Bienal é uma realização da GL events Exhibitions - divisão da multinacional francesa GL events e organizadora da Bienal do Livro Rio.

(Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)




Entre os nomes femininos confirmados estão: Clara Alves e Aline Bei, já divulgados anteriormente, Tatiana Amaral, Natália Timerman, Lavinia Rocha, Nega Fyah, Sue Hecker, Vanessa Reis, Maria Dolores Rodriguez, Amanda Julieta, Tanira Fontoura, Mariana Carrara, Lumena Aleluia e Mariana Lins. Conheça, abaixo, um pouco sobre cada uma dessas autoras e a literatura que elas produzem.

 



Tatiana Amaral

Com 56 livros publicados, Tatiana Amaral é autora best-seller consagrada no gênero romance erótico. Ela também possui diversos títulos de gênero romance contemporâneo e comédia romântica com mais de 400 mil exemplares físicos vendidos. Em 2016, recebeu o Prêmio Amazon de destaque no Kindle Unlimited e chegou ao 1° lugar na lista dos mais vendidos da Revista Veja.


Natália Timerman

Natalia



Timerman é escritora, médica psiquiatra pela Unifesp, mestre em psicologia e doutoranda em literatura pela Usp. É autora de “Desterros” (Elefante, 2017), acerca de seu trabalho em um hospital penitenciário, “Rachaduras” (Quelônio, 2019), finalista do prêmio Jabuti na categoria contos, e dos romances “Copo Vazio” (Todavia, 2021) e “As pequenas chances” (Todavia, 2023). Assina uma coluna semanal no portal UOL.



Clara Alves

Autora do best-seller LGBTQIAP+ “Conectadas”, com mais de 100 mil exemplares vendidos, Clara Alves assina antologias pelas editoras Seguinte, Rocco e Galera Record, além de ter publicado histórias independentes na Amazon. Clara tem no seu currículo o lançamento internacional do livro “Romance real”, que chegou aos Estados Unidos com o título London on my mind.




Aline Bei

Aline Bei é autora de “Pequena Coreografia do Adeus”, lançado pela editora Companhia das Letras. O romance já vendeu mais de 100 mil cópias e foi finalista dos prêmios Jabuti e São Paulo de Literatura. Com “O peso do pássaro morto”, foi finalista do prêmio Rio de Literatura e vencedor dos prêmios São Paulo e Toca.




Nega Fyah

Nascida e criada em Salvador, Nega Fyah é poeta, além de mestra de cerimônia, produtora cultural, atriz e empreendedora. Ela é referência na arte das palavras por trazer, nas suas apresentações, as denúncias contra as violências que a atravessam, como o racismo, o machismo e o sexismo.



Sue Hecker

Sue Hecker é romancista renomada com 22 livros publicados, ultrapassando 70 milhões de leituras e mais de 100 mil exemplares vendidos. Seis de suas obras foram traduzidas para o espanhol, uma para o inglês, incluindo "O Lado Bom de Ser Traída", baseado em um filme da Netflix, evidenciando seu alcance global e versatilidade literária.




Vanessa Reis

Baiana, Vanessa Reis trabalha com a escrita em suas diversas formas e desdobramentos. Por ser PCD, personagens com corpos à margem da corporeidade normativa podem ser encontrados em suas histórias de amor. Dizem que ela tem talento para felicidade; ela prefere acreditar.


Lavínia Rocha

Lavínia Rocha é escritora, palestrante e professora. Começou a escrever aos 11 anos e já publicou 13 livros, entre eles “O mistério da Sala Secreta”, “Entre 3 mundos” e “Entre 3 Segredos”. Para o público adulto, Lavínia escreve sob o pseudônimo Lia Rocha.





Maria Dolores Sosin Rodriguez

Maria Dolores Sosin Rodriguez é poeta, artista visual e pesquisadora. Professora na área de Literatura, vinculada ao Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz, é autora do livro-objeto “Procurem Luisa no Mercado de Arte Popular” e do livro de poesia “Oblíqua Glosa”.




Lumena Aleluia

Lumena Aleluia é a baiana que ficou conhecida no Brasil através da sua passagem marcante no Big Brother Brasil 2021. Atualmente, Lumena se destaca enquanto influenciadora nas redes sociais misturando suas paixões artísticas. Pluralidade é o seu codinome, pois além da sua formação e mestrado em psicologia, Lumena também é DJ, dançarina e roteirista e revela ter encontrado na comédia uma carreira artística. Através de conteúdo de humor, Lumena surpreende a internet na criação de conteúdo sobre temas da atualidade de humor, uma nova jornada que promete muitas novidades ainda.




Mariana Salomão Carrara

Mariana Salomão Carrara é paulistana, Defensora Pública, nascida em 1986. Entre outros, é autora dos romances “Se Deus me chamar não vou”, entre os 10 indicados ao Prêmio Jabuti 2020, “É sempre a hora da nossa morte amém”, finalista do Prêmio São Paulo 2022 e entre os 10 indicados ao Jabuti 2022, e “Não fossem as sílabas do sábado”.

Amanda Julieta

Amanda Julieta é escritora, jornalista e pesquisadora literária. É mestra e doutoranda em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia, onde desenvolve pesquisa sobre a poesia e a performance de mulheres negras na literatura periférica. Publicou os livros “Dandara” (selo editorial ParaLeLo13S), ganhador do Prêmio Pretas Potências 2023, e, recentemente, “Tem poeta na casa? Mulheres negras, poetry slam e insurgências” (selo editorial ParaLeLo13S).

Tanira Fontoura

Historiadora com atuação voltada para área de consultoria de conteúdo em instituições artístico-culturais e espaços museais, e assessoria em projetos culturais nos segmentos de artes visuais, museus, audiovisual e culturas identitárias. Na área de Comunicação, tem formação como Produtora e Radialista. Integra, ainda, redes de patrimônio e salvaguarda de instituições tombadas, mais especificamente, comunidades-terreiro.

Mariana Lins

Jornalista, pesquisadora e doutora em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ex-repórter de cultura da Folha de Pernambuco e do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Atua e tem interesse nas áreas de estudos culturais, cultura pop, gênero e envelhecimento. Coeditora do livro "Divas pop: o corpo-som das cantoras na cultura midiática" (PPGCOM-UFMG, 2021).

 

Sobre a GL events Exhibitions

A GL events Exhibitions é uma empresa da multinacional francesa GL events - um dos principais players do mercado de eventos no mundo, presente em 27 países. Importante catalisadora de negócios com a organização e promoção de eventos B2B e B2C, é responsável pela realização de congressos, festivais e feiras representativas em diversos segmentos da economia: Bienal do Livro Rio e Bienal do Livro Bahia, no Mercado Editorial; Mondial de la Bière e Brasil Brau, no universo Cervejeiro; Congresso e Feira Estetika, o evento mais importante de Estética, Saúde, Beleza e Bem-estar da América Latina; e ExpoPostos & Conveniência, maior evento do setor de combustíveis e conveniência da América Latina. Atenta às necessidades dos seus públicos, desenvolve produtos que estimulam o contato dos visitantes com as principais tendências e novidades, incentivando discussões de conteúdo relevantes, interação e networking, além da geração de negócios.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito