i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Política e religião, abortem essa ideia



Quando a religião começa a se meter na política, estimula-se uma perigosa hipótese: a de a política se meter na religião. Que os deuses nos livrem disso.

Mas nesse debate sobre aborto e eleições, a democracia é imperativa. Portanto, é absolutamente legítimo que padres, pastores, monges ou faquires manifestem seus votos.

E podem inclusive conclamar seguidores a fazerem exatamente o que deles se espera: seguirem. O voto de fundo religioso é um fato. Os candidatos sabem onde se meteram: ajoelhou, tem que rezar.

A Dilma declarou ser a favor da descriminalização do aborto. Ponto. Depois recuou, por motivos estritamente eleitorais. Outro ponto. Ninguém mandou.

Assim como José Serra deu a mesma pirueta, de ministro da Saúde a candidato. E o motivo é nobre, dos dois: eles serão presidentes de um país inteiro, e não de suas próprias convicções.

O Estado laico é uma conquista da civilização. Onde isso não foi atingido, imperam a intolerância e o medo. Oremos por eles.

Cada um que defenda seu ponto de vista. E respeite o que pensa diferente. Onde há fumaça, há fogo. E fogueiras. Lembra? Melhor não esquecer.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito