i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




“Retomada da greve dos professores de Itabuna é temerária

e prejudicial aos alunos”, afirma Dinalva.  


A secretária municipal de Educação, Dinalva Melo do Nascimento, destacou hoje o esforço que o governo vem fazendo para evitar uma nova paralisação dos professores de Itabuna, anunciada para acontecer a partir da segunda-feira, dia 14. Ela voltou a pedir a compreensão de todos os profissionais da rede municipal de ensino para que repensem sobre a decisão tomada pela categoria.


“A greve de 72 dias deflagrada no primeiro semestre já resultou em um enorme prejuízo para todos: alunos, professores e governo. Para poder ser cumprido, o atual ano letivo será estendido até março do ano que vem. Uma nova paralisação vai comprometer ainda mais o futuro de 20 mil jovens estudantes, que ficarão sem aula por tempo indeterminado”, lamentou Dinalva. “O que peço, agora, é que pensem nestes jovens”, completou a secretária da Educação.
            Uma nova tentativa de restabelecimento do diálogo, pedida pelo prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, foi convocada pela secretária para a próxima quarta-feira, às 9 horas, em local ainda a ser anunciado. O governo vai tentar junto à categoria a compreensão de que, neste momento, a retomada de uma greve é “temerária e prejudicial às crianças e jovens da rede de ensino de Itabuna”.
Dinalva Melo assegura que as condições de reajuste oferecidas pelo governo municipal são “as possíveis diante de um cenário de crise, no qual muitos municípios enfrentam dificuldades até mesmo para manter em dia sua folha de pagamento”. Ressalta que, em Itabuna, com muito sacrifício, o governo vem pagando em dia os salários e se colocando sempre aberto ao diálogo com os professores e servidores municipais.

GANHOS REAIS

Para impedir novas paralisações, a administração do prefeito Claudevane Leite já havia acertado com a categoria, em abril, uma reposição de 8%, dividida em duas parcelas. A primeira retroativa a abril, mas que seria paga em folha complementar neste mês de setembro. A outra em novembro.
O percentual de 8% recupera as perdas acumuladas com a inflação e não excede a capacidade de despesas dos cofres municipais, cuja receita praticamente permanece inalterada. Desde que o prefeito Claudevane Leite assumiu a administração de Itabuna, além de garantir o piso nacional do magistério, determinado pelo governo federal, ampliou a margem de ganho real da categoria concedendo reajustes que totalizam mais de 26% em menos de três anos.
            A secretária Dinalva Melo afirma que o governo tem buscando – e conseguido - melhorar as condições de trabalho nas escolas, com a execução do maior projeto de ampliação e reforma das unidades.  “Claro que nem tudo é perfeito. Claro que muita coisa ainda precisa melhorar. Mas não tenho dúvida de que nos últimos anos estamos evoluindo juntos. O estudante não pode ser penalizado já que, em nenhum momento, houve qualquer tipo de intransigência por parte da administração municipal”, disse.
Por fim o governo apela à compreensão do Sindicato do Magistério Público Municipal. “É necessário restabelecer o diálogo e agir com bom senso”, defende a secretária da Educação. A Procuradoria Geral do Município vai ingressar com um recurso na tentativa de reverter a decisão do Superior Tribunal do Trabalho (TST), em Brasília, que entendeu ser a greve aceitável como instrumento de negociação salarial.
________________

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito