i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

itac. mul

itac. mul

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna- Prefeitura alerta para aumento de casos de dengue e chikungunya

Mesmo com as ações de campo no combate ao mosquito Aedes aegypti intensificadas em Itabuna, a exemplo dos mutirões nos bairros, os casos de dengue e de chikungunya aumentaram neste mês de janeiro. No município foram 83 novos casos de dengue e 25 de chikungunya em menos de 30 dias. Segundo a chefe do Programa de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Lucimar Santos Ribeiro, os bairros com maior incidência das arboviroses são Mangabinha, Zildolândia, São Caetano e o centro da cidade. Ela destaca que a Prefeitura tem atuado, inclusive à noite e nos fins de semana, no combate aos focos do mosquito.   (Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)



Os mutirões, por exemplo, acontecem às sextas-feiras nos bairros, com a participação dos 172 agentes de endemias que visitam residências, eliminam criadouros de larvas e ainda orientam os moradores para ajudar na luta.


Sobre a dengue e a chikungunya, Lucimar lembra que são doenças graves e que deixam sequelas, mas que podem ser evitadas se a comunidade se unir aos esforços da Secretaria Municipal de Saúde na eliminação de criadouros.

“O que não podemos é permitir que Itabuna volte a ter uma epidemia, como ocorreu há alguns anos quando praticamente toda a população sofreu”, alertou Lucimar. Segundo a chefe do Programa de Endemias, o mosquito tem hábitos diurnos, sendo encontrado facilmente dentro de casa.

“Tudo que o Aedes aegypti necessita é de água parada para sua reprodução, mesmo sendo um pequeno vaso. Quando ocorre a eclosão dos ovos, as larvas se desenvolvem entre sete e 10 dias”, ensinou.

A orientação é que a população mantenha reservatórios, tonéis ou baldes de água bem tampados, o acondicionamento do lixo em sacos plásticos com a lixeira sempre bem fechada e se for guardar garrafas de vidro ou plástico que seja tampada ou com a boca para baixo.

Outra recomendação é que deve  procurar uma unidade de saúde para solicitar o exame de testagem da dengue, qualquer pessoa acometida de sintomas como febre, dor no corpo, náusea e vômito. Denúncias de possíveis criadouros residência ou em áreas abertas devem ser feitas pelo do Disk Dengue: (73) 3612-8324 ou ainda no Instagram: @endemiasemfoco.

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito