i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




Itabuna se uniu para dizer “Não ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”

 
Milhares de pessoas representantes de todos os segmentos da sociedade civil, do poder judiciário, dos movimentos sociais, das escolas da rede pública e privada, órgãos de segurança e de Organizações Não Governamentais (ONGs) se uniram em Itabuna para dizer “Não ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. 
O grito por meio de faixas, cartazes, panfletos e carros de som aconteceu durante a caminhada que marcou o 18 de Maio na cidade no Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Já é considerado como um dos mais expressivos já realizados no município, desde sua instituição no ano 2000.

(Veja os Vídeos e as Fotos, Click no Ícone Abaixo) 



(Obs: Assista os vídeos com o celular na horizontal)

(Vídeo 01)


(Vídeo 02)




Promovida e organizada pela Prefeitura de Itabuna, por intermédio da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (SEMPS), a caminhada mobilizou mais de 30 instituições. Os participantes percorreram a Avenida do Cinquentenário com o objetivo de sensibilizar a sociedade para se conscientizar do grave problema criminal que faz vítimas centenas de crianças a cada dia no Brasil.



Ao agradecer pela participação das mais de duas mil pessoas, o titular da SEMPS, Josué Brandão Júnior, lembrou que o Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é um tema que precisa estar evidente todos os dias, nos mais diversos contextos da sociedade.

“Precisamos tomar consciência para extirparmos de uma vez por toda este mau que tantos problemas psicossociais causam às nossas crianças e adolescentes vítimas de um crime e a todos envergonha enquanto sociedade civil”, disse o secretário.

Liderando a ala dos profissionais da Rede Municipal de Ensino, a secretária municipal da Educação, Adriana Tumissa, enfatizou que a participação de alunos e professores das escolas municipais, cuja participação em um evento desta natureza torna-se imprescindível.



“O Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é um tema que está presente no cotidiano de nossas escolas e salas de aula. Precisa ser discutido e combatido. Nós, enquanto educadores, não podemos nos eximir para garantir os direitos e proteger os direitos à incolumidade de nossas crianças e adolescentes”, concluiu.

Ao falar da participação dos alunos do Colégio Divina Providência, a diretora pedagógica Silvana Selman lembrou que tudo passa pela Educação, independente de classe social ou de rede pública ou privada.



“O Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é algo muito grave que atinge a todos e causa grande sofrimento no ambiente escolar. Portanto, a educação tem que se responsabilizar também para combater este mau”, afirmou a diretora.

Outra participação importante foi do grupamento do Tiro de Guerra de Itabuna que também se engajou nessa campanha.




Para Emily Vitória da Silva Santos, aluna do Instituto Municipal de Educação Aziz Maron (IMEAM) é muito importante envolver os estudantes para que possam também influenciar outras várias crianças e adolescentes para que fiquem atentas a gestos e toques que podem caracterizar o abuso sexual.

“Muitas vezes são coisas praticadas por um parente ou um amigo próximo da família. Então precisamos alertá-los que não é normal e precisa ser denunciado”, opinou  a estudante. Ao lado de colegas que portavam faixas e cartazes, ela se mostrou consciente de seu papel.



A caminhada do Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes  foi abrilhantada pelas bandas de fanfarra do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (CAIC Jorge Amado) e do Colégio Estadual Professora Valdelice Soares Pinheiro. 



O ato contou ainda com a participação do Tiro de Guerra 007, 4º GBM, 15º Batalhão de Polícia Militar, Guarda Civil Municipal dentre outras forças de segurança e organizações como Lions e Rotary Club, Núcleo Cuidar, etc.







































































0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito