i

i

chp

chp

Câm.

Câm.

Itac

Itac

Ag. Pmi

Ag. Pmi

RC

RC

Jaç.

Jaç.

car

car

Chapa

Chapa

PRF

PRF

Adsense




. (CRAM) EM CENA, NO “GENTE DE VITÓRIA” DESTA TERÇA, 15/08; CONFIRA COMO FOI


A edição desta terça-feira, 15/08, do quadro “Gente de Vitória”, capitaneado por Vitória Santana e Eric Thadeu Nascimento Souza, dentro do programa “TVI News”, da TVI, trouxe a sua primeira oportunidade de conversar com duas grandes personalidades de Itabuna. Foram convidadas para as entrevistas a coordenadora geral e a assessora jurídica do Centro de Referência em Atendimento à Mulher Isabela Nascimento Seara (CRAM) de Itabuna, respectivamente Regina Lima e Julianna Reis. (Saiba Mais, Click no Ícone Abaixo)

 

Desde que o quadro iniciou a sua série de entrevistas na tônica da campanha Agosto Lilás, de combate e prevenção da violência contra a mulher, os editores do quadro observaram que a fala sobre a construção de uma ‘rede de apoio’ para que as mulheres vítimas de violência se sintam encorajadas a denunciar e acolhidas num sistema de proteção, versava principalmente sobre o papel do CRAM. As conversas, até aqui, eram unânimes em citar o centro como um dos importantes espaços de acolhimento e apoio.

 

A coordenadora Regina Lima citou a sua missão à frente do CRAM como um novo e grande desafio, especialmente por estar inserida, no atual momento, num contexto que envolve de maneira direta algo que, para ela, precisa estar ‘separado’ das suas questões pessoais, mas que acaba também perpassando pelo pessoal, que é a luta pela proteção das mulheres. Ela assumiu a coordenação em maio, quando a assessora jurídica Julianna Reis o fazia e acumulava para si a coordenação e assessoria jurídica do espaço.

 

Com a chegada de Regina como coordenadora, o trabalho passou a ser somado, de maneira que todas as propostas lançadas e cabíveis na atuação do CRAM em Itabuna fossem realizadas com [mais] eficiência.

 

“Quando a gente chega no CRAM para uma missão tão nobre, é impossível não pensar que combater a violência contra a mulher é uma missão da sociedade como um todo; tem de ser das mães [e dos papais, sublinhamento nosso] para com os seus filhos, desmistificando ideias machistas e misóginas de que o trabalho doméstico está somente para as mulheres, e não para os homens, de que as mulheres não podem tomar suas próprias decisões, não têm suas próprias vontades e não mereçam cuidar de suas vidas como lhes garantem as leis: de maneira autônoma, saudável e principalmente, sem violência”, disse a coordenadora.

 

A assessora jurídica do CRAM, Juliana Reis, complementando a fala da coordenadora, que trouxe números como um aumento de mais de 100% nos casos de feminicídios ou tentativas de feminicídios em Itabuna, comparados aos do mesmo período do ano passado, destacou ainda que, além dos serviços de assistência jurídica, psicológica e social, o CRAM  ainda oferece condições para que as mulheres possam encaminhar para suas vidas, iniciativas de crescimento pessoal, como cursos e palestras sobre empreendedorismo, cursos profissionalizantes no próprio centro ou na Escola Profissionalizante de Itabuna e até curso de defesa pessoal.

 

O CRAM Isabela Nascimento Seara fica localizado na Avenida Garcia, 630 – Centro (próximo à praça Otávio Mangabeira – também conhecida como ‘Praça Camacã’). Atende diariamente de segunda à sexta, das 8h às 17h e não fecha para almoço.  

 

O quadro “Gente de Vitória” vai ao ar todas as terças e quintas, sempre das 11h às 11h55min. Pode ser assistido ao vivo ou em horários alternativos entre os assinantes do sistema TVC. No canal da TVI no YouTube, está acessível também no modelo “on demand”, essa e todas as demais entrevistas que já foram realizadas desde a sua estreia no início de julho.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Não será publicado comentário ofensivo ou com palavras de baixo calão,nem será aceito qualquer tipo de preconceito